Terço dos Homens

O Rosário da Virgem Maria (Rosarium Virginis Mariae), que ao sopro do Espírito de Deus se foi formando gradualmente no segundo Milênio, é oração amada por numerosos Santos e estimulada pelo Magistério. Na sua simplicidade e profundidade, permanece, mesmo no terceiro Milênio recém iniciado, uma oração de grande significado e destinada a produzir frutos de santidade.

O Rosário, de fato, ainda que caracterizado pela sua fisionomia mariana, no seu âmago é oração cristológica. Com ele, o povo cristão frequenta a escola de Maria, para deixar-se introduzir na contemplação da beleza do rosto de Cristo e na experiência da profundidade do seu amor. Mediante o Rosário, o crente alcança a graça em abundância, como se a recebesse das mesmas mãos da Mãe do Redentor.

O Terço dos Homens como o próprio nome já sugere, é a oração do terço realizada pelos homens. O Terço dos Homens resgata a vivência social, integrada e vinculada, como resposta ao isolamento, ao egoísmo, ao enfraquecimento dos valores morais, e principalmente por ser uma oração bíblica leva à reconquista do próprio homem e ainda por ser uma oração Mariana, propicia aos homens uma auto-educação que só ELA pode dar.

Portanto, o objetivo do Terço dos Homens é despertar entre os homens o comprometimento com a oração, com a fé, com a evangelização, com a mudança de vida e o amor ao irmão necessitado. Com o Terço dos Homens espera-se alcançar grandes graças religiosas e pessoais, além de transformações de vidas, como testemunhos de amor, exemplos de caridade e gratidão.

Coordenadores: Adilson Amadeu e  Antônio Carlos de Souza Lima (Carlinhos )