Ministros Extraordinários da Eucaristia

Escolhido pelo Pároco, provisionado e instituído pelo Arcebispo, leigos(as) recebem a permissão, de forma temporária (por dois anos, com direito a uma recondução), de distribuir a Sagrada Comunhão aos fiéis, na missa, quando não há um ministro ordenado (bispo, presbítero ou diácono) que o possa fazer ou até mesmo junto deles para auxiliar.

Este ministério sagrado deve ser exercido por leigos que tenham uma vida cristã autêntica, sejam maduros na fé, e possam servir a Igreja. Além disso, o MESC deve ter uma boa formação doutrinária, pois pode também realizar a celebração da palavra, orientar as pessoas a quem leva a Eucaristia, etc. Ele deve ensinar e viver o que a Igreja ensina, especialmente em relação à Eucaristia e as condições para recebê-la dignamente. Isto exige do Ministro que ele conheça a doutrina da Igreja, especialmente a fundamentação dogmática, moral e sacramental.

Coordenadores: José Marcelo Reis e Eliane Reis