Diáconos

Diácono Cleiton Luiz Forgerini

Nascimento em 30/01/1966 em São Carlos – SP.
Matrimônio em 01/07/1989.
Esposa – Leila Regina Losapio Forgerini
Filhos – Fabio Losapio Forgerini – Murilo Losapio Forgerini e Miguel Losapio Forgerini.
Ordenação Diaconal em 24/05/2014 por Dom Moacir Silva.

O Diaconato Permanente e a Dupla Sacramentalidade.

O Diácono Permanente é chamado a viver a “Dupla Sacramentalidade” – Ordem e Matrimônio. Isto significa que o Diácono Permanente é um homem que antes do sacramento da Ordem, foi chamado por Deus para o sacramento do Matrimônio.

A vocação diaconal é um dom precioso de Deus para a Igreja e os homens chamados a este ministério devem ter um profundo amor pela Santa igreja. Devem ser homens de uma espiritualidade marcante, fervorosa e comprometida, ligados ao serviço da Palavra, do Altar e da caridade aos irmãos.

Deve compreender o ministério como uma extensão de sua própria família. Primeiro vem a esposa, os filhos e os familiares que necessitam de sua assistência, assim como seu trabalho profissional, do qual tira o seu sustento. Depois a comunidade paroquial, também objeto do cuidado e atenção do diácono permanente. Duas dimensões unidas pela graça do Espírito Santo.

A santificação do diácono se dá na vivência de seu ministério não só na Igreja, mas também na sua família e no mundo, sendo presença viva de Cristo no trabalho e na sociedade e onde a Igreja não chega ou não pode entrar.

Enfim, o Diácono Permanente precisa ser um pouco de Marta e Maria, vivendo uma vida ativa no cuidado da família, do trabalho profissional sem deixar de reservar um tempo para estar aos pés de Jesus, servindo também à Santa Igreja.